30 de agosto de 2012

Parques municipais, estaduais e federais para programar seu fim de semana

Está cansado da selva de pedra, precisando respirar ar puro e relaxar? Uma ótima opção é passear pelos parques municipais ou levar a família para fazer trilhas. Este tipo de atividade estreita a relação entre homem vs. meio ambiente, possibilita observar espécies e belas paisagens, criar maior laço familiar aliado a conscientização de preservação. Se sua intenção for conhecer novos cenários e paisagens exuberantes, agende uma data, chame os amigos e a família e conheça os parques estaduais e nacionais.

Conheça os parques dentro da cidade de São Paulo Municipais (clique aqui) e Estaduais (clique aqui)
Trilhas Urbanas nos Parques Municipais 
Oferece a oportunidade de conhecer e interagir com importantes espaços públicos da cidade por meio de trilhas interpretativas realizadas nos parques Municipais. Os parques contemplados com a trilha são: Parque Aclimação, Parque Alfredo Volpi, Parque Trianon, Parque Independência, Parque Jardim da Luz e Parque Piqueri.
Informações: equipetrilhasurbanas@gmail.com

Aventura Ambiental no Parque Ibirapuera: Visita monitorada, apresentação do histórico-cultural do Parque, informações sobre sua flora e fauna. Inclui vivências e reflexões que possibilitam vínculo afetivo com a natureza e o despertar de valores humanos. Aberto a usuários, escolas e organizações - crianças, jovens e adultos.
Agendamento: 11 5572-1004 ou aventuraambientalumapaz@prefeitura.sp.gov.br

Conheça os Parques do Estado de São Paulo neste link e saiba mais sobre o programa Trilhas de São Paulo:
As Trilhas de São Paulo percorrem 19 Unidades de Conservação do Estado de São Paulo, e caminhando por elas o visitante terá contato com parte significativa da biodiversidade e dos diferentes ambientes e paisagens que caracterizam a mata atlântica no estado.
São 200 km de trilhas mapeadas em um caderno de bolso, similar a um passaporte, com informações dos parques, mapas e rotas. No passaporte, há espaço para carimbar cada trilha percorrida e o ecoturista é premiado a cada etapa conquistada. (as trilhas são divididas no passaporte por dificuldade baixa, média e alta). Aqui, o visitante poderá conhecer um pouco dos ambientes marinhos, percorrerá corredeiras em rios serpenteando pela mata, trilhará os mesmos caminhos dos tropeiros que levavam mantimentos e escravos para as minas de ouro e conhecerá árvores gigantescas, que já eram antigas quando os bandeirantes abriram as primeiras trilhas em direção ao interior. 
Vejas Fotos

Poucas experiências são tão marcantes quanto estar em áreas naturais, sentir os aromas, a umidade do ar, os ruídos da floresta, a satisfação de superar obstáculos e ter diante de si uma paisagem deslumbrante ou uma cachoeira de águas límpidas.



E por fim nossos belos Parques Nacionais tem muitas belezas de tirar o fôlego, conheça-os melhor no site do Ecoviagem UOL e no ICMBio (Neste site você localiza informações de como chegar ao local, melhores épocas do ano para visitação e principais atrativos dos parques).
Veja algumas fotos:



E ao fazer trilhas siga algumas dicas importantes:

1. Leve sempre com você protetor solar, óculos de sol, boné, canivete e repelente.
2. Tenha sempre uma garrafa de água! Além disso, é bom levar alimentos leves e práticos, como frutas, barrinhas de cereal e sanduíches.
3. Uma boa ideia é carregar na mochila uma toalha ou canga (mais levinha). Vai que você tem a sorte de encontrar uma cachoeira ou rio no caminho…
4. Pesquise sobre a previsão do tempo e fique atento sobre mudanças durante a trilha. Se for a uma cachoeira, cuidado com as trombas d’águas, que podem ser bem perigosas. Evite também trilhas após dias de chuva, pois o caminho fica escorregadio e com mais chance de acidentes.
5. Seja consciente: não jogue nenhum tipo de lixo no meio ambiente. Para isso, leve um saco plástico na mochila e descarte-o em lugar apropriado depois.
6. Use tênis confortáveis e leves. Com certeza você não vai querer ficar o passeio todo sentindo dor no pé. O uso de meias também protege e evita bolhas!
7. Calcule o tempo inteiro de duração da trilha, levando em consideração ida, volta e tempo para tirar fotos e admirar a paisagem. Isso evita que você perca a hora e tenha que voltar quando já tiver escurecendo.
8. Tenha cuidado com animais que  encontrar durante seu trajeto, mantendo uma distância segura entre você e eles. Também não caia na tentação de alimentá-los: por mais que considere estar fazendo uma boa ação, esses bichos não estão acostumados com nosso tipo de alimentação.
9. Siga sempre pela trilha principal, evitando pegar atalhos ou caminhos alternativos. Assim você evita ficar perdido em um local desconhecido e de difícil acesso.
10. Respeite a fauna e a flora da região! Deixe-as do modo como você encontrou, não retirando nada para levar consigo.
Fonte: Veja Rio – Trilhas Cariocas e club med blog


Quer saber mais informações sobre os parques de sua cidade ou estado?
Deixe um comentário ou encaminhe um email que faço um post sobre o assunto ;)

Sobre o autor: Luciana Cantanhede Estudante de Biologia, Conselheira do Cades regional em São Paulo, busca através das temáticas ambientais conscientizar e incentivar a mudança de atitudes para práticas sustentáveis. Twitter | Facebook | Email

0 comentários:

Postar um comentário

Política de Direitos Autorais

Este blog respeita os direitos autorais e busca citar sempre as fontes de onde foram retirados os textos e imagens. Peço a gentileza que avisem caso ocorra alguma violação dos direitos autorais.