4 de setembro de 2012

Reurbanização Sustentável em São Paulo

Decidi abordar aqui o programa "Renova Centro" e implantação dos projetos ganhadores do concurso "Renova SP" na cidade de São Paulo.

Vou explicar brevemente o que são ambas iniciativas:

Programa de Habitação e Requalificação do Centro (Renova Centro)
Criado pela Prefeitura em fevereiro de 2010, o Programa Renova Centro irá transformar 53 prédios ociosos da região central em moradia para cerca de 2.500 famílias, colaborando para a revitalização do centro.
Segundo a Prefeitura, serão destinados R$ 400 milhões para o programa, em parceria com a Caixa Econômica Federal e com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).
Os 53 imóveis foram escolhidos com base em um estudo encomendado à FAUUSP (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo), que os considerou viáveis segundo vários critérios. A maioria deles (23, no total), já era de uso residencial; outros 16 eram hotéis. O prédio mais antigo data de 1942, mas a maioria foi erguida nas décadas de 1940 e 50. Esses imóveis possuíam débitos de R$ 8 milhões com a Prefeitura relativos ao IPTU.

Edifício Cineasta, vai ganhar salão de festas,
sala multiuso, área de lazer, área médica e administrativa.
Artistas aposentados serão os beneficiados com as 50 unidades.
A prefeitura já destinou 100 moradias para estudantes(em convênio com a USP), 50 unidades para artistas aposentados e disponibilizará apartamentos para famílias de até 10 salários mínimos, misturando diferentes faixas de renda e escolaridade, para que as pessoas possam interagir e se organizar socialmente, o que fará com que os edifícios onde venham a morar tenham boa manutenção e elas, mais qualidade de vida. Deverão custar entre R$ 2 mil e R$ 2,5 mil o metro quadrado.
Além da revitalização destes prédios é resolvido um outro problema grave na cidade: a Mobilidade.
Segundo Ricardo Pereira Leite, enquanto bairros periféricos da cidade, como São Miguel, São Mateus e Campo Limpo, são altamente adensados, mas não ofertam empregos, só o Distrito Sé, no Centro, registra um deslocamento diário de 336 mil pessoas para trabalhar, mas tem população residente que não supera os 20 mil. “Nosso objetivo é gerar novas habitações no Centro, pois percebemos que enquanto a demanda é grande, a oferta tem sido irrelevante.”

Como não encontrei notícias recentes, acredito que devido a época de eleição o programa não esteja "caminhando" mas espero resultados positivos vindos deste projeto. O centro de São Paulo é lindo, mas falta vida nesses prédios que, apesar de possuírem uma linda arquitetura, estão abandonados e decadentes.
Também se faz necessário um programa com os mendigos da região, pois o mal cheiro é insuportável, algumas ruas impregnam o cheiro de urina. E é claro, existe o problema de segurança principalmente após os usuários de crack terem sido dispersados da Cracolândia e passando a consumir a droga nas ruas do centro.

O outro programa que quero citar e que tenho grande admiração pelo objetivo é resultado do Concurso "Renova SP". O Concurso Renova SP foi realizado por meio de uma parceria entre a Sehab e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB Nacional) no mês de agosto/2011. Ao todo, foram selecionadas 17 propostas para atender 84 mil famílias de 213 assentamentos precários – essas áreas foram demarcadas a partir de sub-bacias hidrográficas para facilitar a despoluição de córregos e rios. Dentro desses projetos está incluído a criação de Parques Lineares, aumentando as áreas verdes da cidade, e a construção de ciclovias.
Conheça os 17 projetos vencedores clicando aqui
Cabuçu de Baixo 12

Cordeiro 1

Tiquatira 2

Agora resta cobrar e aguardar a implantação e avanço desses projetos. Mas a iniciativa em si já é um grande passo para São Paulo se transformar em um exemplo de cidade sustentável (apesar de acreditar que ainda falta muito mesmo para isso, mas o processo de conscientização está avançando).

Sobre o autor: Luciana Cantanhede Estudante de Biologia, Conselheira do Cades regional em São Paulo, busca através das temáticas ambientais conscientizar e incentivar a mudança de atitudes para práticas sustentáveis. Twitter | Facebook | Email

0 comentários:

Postar um comentário

Política de Direitos Autorais

Este blog respeita os direitos autorais e busca citar sempre as fontes de onde foram retirados os textos e imagens. Peço a gentileza que avisem caso ocorra alguma violação dos direitos autorais.