3 de abril de 2013

Ideias para uma casa mais sustentável


Com algumas intervenções é possível planejar melhor os ambientes de um imóvel e implantar soluções que reduzem em até 30% os gastos mensais com a conta de água e energia elétrica.

Com um investimento de cerca de R$ 15 mil, é possível instalar aquecedor solar e melhorar os sistemas hidráulico e de iluminação. Segundo especialistas, esse investimento se paga em até três anos com a economia que ele gera.

Na questão da iluminação, a troca de janelas por modelos maiores, por exemplo, facilita a entrada da luz natural, além de promover a circulação do ar e manter a qualidade do ambiente.

Já nos imóveis mais antigos é possível instalar telhas translúcidas – de vidro ou plástico –, que aproveitam melhor a iluminação natural. “A cor da tinta que você utiliza para pintar os ambientes também interfere para aquecer ou esfriar os cômodos. Além disso, os materiais podem ser modificados. Se o ambiente é muito quente e possui chão de madeira, a troca por materiais de cerâmica ajuda a esfriar”, exemplifica a engenheira civil Margolaine Giacchini.

Plantar grama no telhado também pode parecer uma ideia estranha, mas a instalação do chamado telhado verde ajuda a manter a qualidade térmica do imóvel, diminuindo gastos com aquecimento ou ar condicionado. O sistema ainda possibilita a filtragem da água da chuva que pode ser utilizada na lavagem de áreas externas ou nos vasos sanitários.

O sistema é formado por um conjunto de caixas com plantas dispostas por toda a laje que ajuda na captação da água da chuva e na manutenção térmica do imóvel.

“O sistema com cisternas chega a coletar até 180 litros por metro quadrado. O custo para implantar este sistema não é muito diferente do telhado convencional. Fica entre R$ 80 a R$ 140 o metro quadrado”, aponta o presidente da Ecotelhados, João Manuel Linck.

Aquecimento solar

Apesar do custo elevado – entre R$ 6 mil a R$ 30 mil –, o aquecedor solar de água é um investimento que consegue reduzir em até 80% o gasto com energia. Segundo Sérgio Carnascialli, representante da empresa Aquamec, um imóvel que receba uma boa incidência (sem sombras constantes) pode instalar as placas de captação. “Em cima da residência instalamos o ‘boiler’, onde será armazenada a água aquecida. O sistema aquece água, que pode ser usada em tudo, no chuveiro, na cozinha ou até em uma piscina”, explica.

Veja alguns dispositivos que podem ajudá-lo a reduzir em até 30% o consumo de energia e de água na sua residência. Os produtos podem ser encontrados em lojas de material de construção e casas especializadas.

Arejadores de torneira: peça instalada nas torneiras de banheiros e cozinhas que insere ar na água, aumentando seu volume. Junto com o restritor de vazão, chega a reduzir em 30% o consumo de água. Custo: de R$8 a R$ 25 (Em alguns casos, as torneiras já possuem o arejador e o valor sobe de acordo com a marca do produto).
Lâmpadas LED: com até 25 mil horas de duração, as lâmpadas em LED consomem menos energia que as lâmpadas incandescentes. São mais caras que as lâmpadas comuns, mas representam maior economia no longo prazo. Custo: de R$ 20 a R$ 70.
Restritor de vazão: o dispositivo aumenta a pressão da água e regula a vazão e pode ser instalado em torneiras e chuveiros. Pode reduzir o consumo de 15 litros para 8 litros por minuto. Custo: de R$ 0,50 a R$ 10. Em alguns chuveiros o restritor já vem instalado.
Válvula de descarga de duplo fluxo: Regula o volume de água necessário para a descarga sanitária. Pode reduzir em até quatro vezes o consumo. Custo: de R$12 a R$ 100 (o valor varia se a válvula vem acompanhada da caixa acoplada).

Publicado em 19/09/2012 | AMANDA MILLÉO, Especial para a GAZETA DO POVO

Sobre o autor: Luciana Cantanhede Estudante de Biologia, Conselheira do Cades regional em São Paulo, busca através das temáticas ambientais conscientizar e incentivar a mudança de atitudes para práticas sustentáveis. Twitter | Facebook | Email

0 comentários:

Postar um comentário

Política de Direitos Autorais

Este blog respeita os direitos autorais e busca citar sempre as fontes de onde foram retirados os textos e imagens. Peço a gentileza que avisem caso ocorra alguma violação dos direitos autorais.